Charge causa protestos de negros

Uma charge perturbadora

Uma charge perturbadora

Uma charge publicada na edição desta quarta-feira do jornal americano The New York Post provocou uma grande polêmica no país, incluindo vários protestos da comunidade negra. Os críticos acusam a ilustração de comparar o presidente Barack Obama a um macaco.

A charge, que o jornal define como uma paródia da política americana, mostra um polícia a atirar contra um chimpanzé sob a legenda: “Eles terão de encontrar outra pessoa para escrever o próximo pacote de estímulo econômico“.

Na terça-feira, um chimpanzé de estimação foi abatido pela polícia após ferir gravemente uma mulher. No mesmo dia, Obama sancionou um pacote de estímulo econômico no valor de 787 bilhões de dólares recém-aprovado pelo Congresso. O presidente empenhou-se na aprovação das medidas desde que tomou posse, no dia 20 de janeiro. Os críticos argumentam que a charge mistura os dois episódios com o intuito de ofender o primeiro presidente negro dos EUA.

“A charge no New York Post é, na melhor das hipóteses, perturbadora, dado o histórico de ataques racistas nos quais os negros são chamados de macacos”, disse o activista pró-direitos humanos Al Sharpton. Qualificando o desenho de “ofensivo e divisivo”, ele prometeu promover uma manifestação esta quinta-feira, 19, diante da redacção do Post. O vereador Leroy Comrie disse ter recebido vários telefonemas de cidadãos indignados. “Publicar uma charge tão violenta e racista é um insulto a todos os nova-iorquinos”, disse Comrie.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: