Filme “A Ilha dos Espíritos” apresentado na sede da UNESCO em Paris

A película aborda a história da Ilha de Moçambique, que muito antes de dar o nome ao país, durante séculos, teve um papel fundamental no Oceano Índico, como ponto de escala para navegadores do Oriente e do Ocidente que procuravam alargar as fronteiras do mundo

A película aborda a história da Ilha de Moçambique, que muito antes de dar o nome ao país, durante séculos, teve um papel fundamental no Oceano Índico, como ponto de escala para navegadores do Oriente e do Ocidente que procuravam alargar as fronteiras do mundo

O filme moçambicano, “A Ilha dos Espíritos”, sobre a Ilha de Moçambique, foi projectado para um auditório constituído pelos participantes da 35ª. Conferência Geral da Organização para a Educação, Ciência e Cultura das Nações Unidas (UNESCO), que decorreu na sua sede, Paris, semana passada. A projecção fez parte de uma sessão especial sobre Moçambique, que teve como tema a “Diversidade Cultural e Desenvolvimento Sustentável”.

“A Ilha dos Espíritos”, um documentário de 63 minutos, foi realizado por Licínio de Azevedo e co-produzido pela Ebano Multimédia e Technoserve. Foi estreiado durante o IV Dockanema, Festival do Filme Documentário, que decorreu em Maputo de 11 a 20 de setembro último.

A película aborda a história da Ilha de Moçambique, que muito antes de dar o nome ao país, durante séculos, teve um papel fundamental no Oceano Índico, como ponto de escala para navegadores do Oriente e do Ocidente que procuravam alargar as fronteiras do mundo conhecido até então. Nela (película) intervêem um historiador especializado na ilha e um arqueólogo marítimo que traz à superfície tesouros há muito perdidos em naufrágios.

O quotodiano dos habitantes da Ilha de Moçambique, actividades, hábitos, cultura, é nos dado a conhecer por inúmeros outros personagens: um pescador que relata as aventuras na sua frágil embarcação; o “porteiro” da ilha que controla quem entra e sai dela pela ponte que a liga ao continente; uma famosa dançarina e animadora cultural; uma coleccionadora de capulanas e jóias antigas; uma conhecedora dos seres mágicos que povoam o imaginário colectivo dos ilheus.

4 Respostas to “Filme “A Ilha dos Espíritos” apresentado na sede da UNESCO em Paris”

  1. Como posso visionar o Filme?

    Sou investigadora em Ciências Sociais e tenho procurado estar informada sobre a Ilha . Este filme poderia interessar-me particularmente, já que trabalho sobre representações sobre a Ilha de Moçambique

  2. Maria Irene Bernardo Cardos Says:

    Ex.ma Senhora
    Dra. Carla Sousa:
    Nasci em Moçambique, a 50 km de Angoche, mas conheci a ilha, na minha infância: meu Avô materno, Cap. Joaquim Bernardo, foi um dos comandantes de Fortaleza de São Sebastião e minha irmã Maria Rufina nasceu no Hopital da Ilha de Moçambique.
    Gostaria muito de ver o filme “A ilha dos espíritos” e gostaria de saber onde posso localizar o Senhor Professor Doutor Alexandre Lobato Faria, que foi militar na Fortaleza da Ilha de Moçambique.
    Agradecendo toda a atenção prestada a esta minha mensagem, apresento os meus respeitosos cumprimentos.
    Maria Irene Bernardo Cardoso

  3. Obrigado pelo belo trabalho aqui apresentado, não sei se fiz bem, mas partilhei esta “joia”, com os meus amigos ILHÉUS no facebook.
    Obrigado uma vez mais ao autor deste digno trabalho.

  4. alguem sabe o link do filme a ilha dos espiritos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: