Arquivo de Forrest J. Ackerman

Colecção de raridades da ficção científica vai a leilão

Posted in Cinema with tags , , on 5 de Fevereiro de 2009 by gm54
O anel de Bela Lugosi como Drácula

O anel de Bela Lugosi como Drácula

Ele sempre jurou que só morreria se pudesse levar tudo com ele. Mas agora Forrest J. Ackerman realmente partiu, e o acervo do grão-mestre dos coleccionadores de ficção científica está à venda.

Milhares de itens, incluindo o anel usado por Bela Lugosi para compor o seu personagem em Drácula, a capa de vampiro que Lugosi usou por décadas – e até mesmo o figurino que o actor usou no que é chamado de “pior filme de todos os tempos”, o indescritível Plano 9 do Espaço – vão a leilão.

A colecção de Ackerman inclui ainda preciosidades como uma primeira edição autografada do romance Frankenstein, de Mary Shelley; e um exemplar da primeira edição de Drácula assinado não apenas pelo autor, Bram Stoker, mas também por Lugosi, Boris Karloff e diversas outras celebridades do cinema de terror.

Ackerman, que foi escritor, editor e agente literário, passou a vida colecionando objectos ligados à ficção científica, do irrelevante ao precioso. Ele morreu em dezembro, aos 92 anos.

Anúncios

Colecção de raridades da ficção científica vai a leilão

Posted in Cinema with tags , on 5 de Fevereiro de 2009 by gm54

Ele sempre jurou que só morreria se pudesse levar tudo com ele. Mas agora Forrest J. Ackerman realmente partiu, e o acervo do grão-mestre dos coleccionadores de ficção científica está à venda.

Milhares de itens, incluindo o anel usado por Bela Lugosi para compor o seu personagem em “Drácula”, a capa de vampiro que Lugosi usou por décadas – e até mesmo o figurino que o actor usou no que é chamado de “pior filme de todos os tempos”, o indescritível Plano 9 do Espaço – vão a leilão.

A colecção de Ackerman inclui ainda preciosidades como uma primeira edição autografada do romance “Frankenstein”, de Mary Shelley; e um exemplar da primeira edição de “Drácula” assinado não apenas pelo autor, Bram Stoker, mas também por Lugosi, Boris Karloff e diversas outras celebridades do cinema de terror.

Ackerman, que foi escritor, editor e agente literário, passou a vida colecionando objectos ligados à ficção científica, do irrelevante ao precioso. Ele morreu em dezembro, aos 92 anos.