Arquivo de B.B.King

BB King, Hancock e Black Eyed Peas tocarão em Montreux

Posted in Uncategorized with tags , , , , on 3 de Abril de 2009 by gm54

B.B.King de volta aos palcos do Festival de Montreux

B.B. King, Herbie Hancock, Black Eyed Peas e Lauryn Hill vão apresentar-se no festival de jazz de Montreux, um dos mais importantes eventos musicais do verão europeu, anunciaram os organizadores do festival nesta.

O fundador do festival, Claude Nobs, anunciou a programação eclética da 43a edição anual do evento na cidade suíça, que acontece entre 3 e 18 de julho, com mais de mil músicos.

A edição deste ano, com 90 concertos, promete “um panorama musical de 360 graus”, dando preferência a eventos singulares e não tanto a astros que atraem públicos enormes.

“Montreux é um festival como nenhum outro. Não é preciso comprar ingressos para curtir a música: há muitos eventos gratuitos das 12h até as 5h da manhã”, disse Nobs à Reuters.

Susan Tedeschi vai abrir o show do legendário bluesman BB King, em 12 de julho. Três anos atrás King tinha feito uma despedida emocionada aos seus fãs em Montreux, na digressão que descreveu como sendo a última na Europa.

King, que está com 83 anos e já recebeu 14 Grammys, nasceu numa fazenda no Mississippi e cresceu no sul dos EUA nos tempos da segregação racial. Ele e sua famosa guitarra “Lucille” têm uma carreira que já cobre mais de seis décadas.

Dianne Reeves, Lizz Wright e Angelique Kidjo vão encabeçar um show em homenagem à activista norte-americana dos direitos civis, cantora soul e compositora Nina Simone, que morreu em 2003. Lauryn Hill vai apresentar-se depois na mesma noite, 11 de julho, no famoso palco do auditório Stravinski.

Nina Simone cantou duas vezes em Montreux, a última em 1976. Nobs recorda que o DVD desse segundo concerto mostra a cantora “tendo um acesso de raiva, insultando o público, rindo e chorando”.

Os grupos de rock Steely Dan e Dave Matthews Band vão encabeçar a festa norte-americana, a 4 de julho.

O trio McCoy Tyner e o guitarrista Jeff Beck vão se apresentar no palco “Miles Davis”, respectivamente, em 14 e 17 de julho.

Alguns veteranos que vão retornar a Montreux incluem Herbie Hancock, George Benson, David Sanborn, Solomon Burke e Marianne Faithfull.

Ganhador do Grammy, Hancock será acompanhado pelo pianista chinês Lang Lang e a Orquestra Nacional de Lyon. Os ingressos para o evento de 5 de julho, descrito como première mundial, custarão 300 francos suíços (260 dólares).

Haverá três noites de homenagem a Chris Blackwell, que fundou a gravadora Island Records na Jamaica 50 anos atrás e é visto como responsável por fazer o mundo ouvir o reggae.

O festival será encerrado por Donna Summer, em clima disco.(X)

Anúncios

Veteranos vencem as principais categorias do jazz no Grammy

Posted in Word Music with tags , , , , , , , , on 9 de Fevereiro de 2009 by gm54

Após 12 anos de silêncio

Cassaandra Wilson: Após 12 anos de silêncio

Assim como acontece todo os anos, as premiações das chamadas “categorias principais” são as grandes estrelas na noite de entrega dos prêmios Grammy. Pelo menos este ano, na sua 51ª edição, os artistas de r&b e rap não levaram a maioria dos gramofones dourados. Essa honra ficou com a dupla Robert Plant e Allison Krauss, com o álbum “Raising Sand”, que reuniu o ex-vocalista do Led Zeppelin e a rainha do bluegrass. A dupla ficou com os dois principais prêmios da noite, – álbum do ano e gravação do ano, pela canção “Please Read The Letter” – além de conquistar as categorias colaboração pop com vocais, colaboração country com vocais e disco folk contemporâneo.

Na categoria jazz, os veteranos Gary Burton e Chick Corea ficaram com o principal prêmio, o de melhor disco de jazz, pelo álbum “The New Crystal Silence”. Vale lembrar que a dupla também ganhou este mesmo Grammy em 1979, pelo disco Crystal Silence. A nova versão – um CD duplo – traz o vibrafone de Burton e o piano de Corea em dois momentos: ao vivo com a sinfonia de Sydney e em dueto introspectivo, com destaque para a regravação de “Señor Mouse”.

Depois de um hiato de 12 anos, quem também levou o seu Grammy para casa foi a cantora Cassandra Wilson, que ficou com o prêmio de melhor disco de jazz vocal pelo álbum Loverly. A cantora derrotou nomes como Karrin Allyson e Stacey Kent.  Na categoria melhor gravação de jazz, o trompetista Terence Blanchard ficou com o prêmio pelo tema Be-bop, que faz parte do disco “50th Anniversary All-Stars – Live At The 2007 Monterey Jazz Festival”. O jazz latino também foi premiado. O pianista Arturo O’Farrill ganhou com o disco “Song For Chico”, no qual faz uma homenagem ao seu pai, o músico cubano Chico O’Farrill.

Quem também pôde comemorar é a música brasileira, que perdeu com Gilberto Gil na categoria world music, mas “venceu” com o disco “Randy In Brasil”, do trompetista Randy Brecker. O CD ficou com o prêmio de melhor disco de jazz contemporâneo. Além da participação de músicos brasileiros, como Teco Cardoso, Andre Mehmari, Ricardo Silveira e Robertinho Silva, o disco foi produzido pelo brasileiro Ruriá Duprat. Para terminar, na categoria de melhor disco de jazz com orquestra, a tradicional The Vanguard Jazz Orchestra ficou o prêmio pelo disco “Monday Night Live At The Village Vanguard”.

Na duas categorias do blues, o veterano guitarrista B.B. King ficou com o prêmio de melhor disco de blues tradicional (One Kind Favor) – e o pianista de Nova Orleans Dr. John ganhou o de melhor disco de blues contemporâneo (City That Care Forgot).