Arquivo de Médio Oriente

Yusuf Islam grava canção em benefício a vítimas em Gaza

Posted in Word Music with tags on 27 de Janeiro de 2009 by gm54

home_artist_zone_yi

Anúncios

Yusuf Islam grava canção em benefício a vítimas em Gaza

Posted in Word Music with tags , , on 27 de Janeiro de 2009 by gm54

Yussuf Islam, o legado do amor e da paz para o Médio Oriente

Yussuf Islam, o legado do amor e da paz para o Médio Oriente

O cantor britânico Yusuf Islam lançou na segunda-feira uma canção criada para fins beneficentes e cuja receita será doada a uma agência das Nações Unidas que ajuda refugiados na Faixa de Gaza.

O cantor, que mudou seu nome original, Cat Stevens, para Yusuf Islam quando tornou-se muçulmano, vai doar o dinheiro obtido com “The Day the World gets Round” à UNRWA, a agência das Nações Unidas de assistência aos refugiados palestinos, e à organização Save the Children, para ajudar famílias na Faixa de Gaza, anunciou a UNRWA em comunicado.

Gravada originalmente pelo falecido ex-beatle George Harrison, a canção tem Islam nos vocais e Klaus Voorman, conhecido por muitos como o “quinto beatle”, no baixo.

Islam disse que espera que a música “ajude a lembrar às pessoas do imenso legado de amor, paz e felicidade que podemos compartilhar quando reflectimos sobre as guerras e os preconceitos inúteis da humanidade e começamos a mudar nossos hábitos tolos”.

A agência da ONU também está exercendo papel de liderança nos esforços de recuperação depois da guerra, além de fornecer educação, atendimento de saúde e serviços sociais. Isso inclui escolas para mais de 196 mil crianças e assistência alimentar a mais de 750 mil refugiados.

A canção está disponível para download no endereço http://www.jamalrecords.com/cgi-bin/commerce.cgi?display=home.

Sapato contra Bush: “Foi corajoso”, afirma Hugo Chavez

Posted in Política Internacional with tags , , , on 16 de Dezembro de 2008 by gm54

o impopular

Bush: o impopular

 

O gesto do jornalista iraquiano que atirou os seus sapatos contra George W. Bush durante uma visita “relámpago”do presidente americano ao Iraque no passado domingo, 14, é um retrato amargo do fim do mandato de um dos chefes de Estado mais impopulares da História americana.

De acordo com analistas políticos o gesto representa esse final melancólico, além da falta de credibilidade e legitimidade do governo liderado por Bush, jornalista Edmundo Galiza Matos.

George W. Bush tentou minimizar o incidente, dizendo que a atitude do repórter, que também o chamou de “cão”, não representa um movimento maior no Iraque.

Na cultura árabe, ser chamado de “cão” é um grave insulto e os sapatos são um instrumento de desprezo: em 2003, os iraquianos atacaram da mesma forma a estátua do ex-ditador Saddam Hussein a sapatadas.

O irmão do jornalista disse que o manifesto foi em protesto contra o que qualifica de “mau comportamento dos soldados americanos no Iraque”.

Por sua vez, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, enalteceu a coragem do jornalista.
Ferrenho crítico da Casa Branca, Hugo Chavez é conhecido por, em diversas ocasiões, ter desferido toda a sorte de impropérios contra George W. Bush, que deverá abandonar o poder em janeiro.
”Aquilo é o que se chama ser corajoso”, disse um sorridente Hugo Chávez numa transmissão da televisão estatal venezuelana, que repetiu várias vezes a cena em que Bush esquiva-se de forma magistral do sapato arremessado pelo jornalista iraquiano.
Em novembro, uma pesquisa divulgada pela rede de televisão CNN mostrou que Bush está a deixar a Casa Branca como o presidente mais impopular desde que as sondagens de aprovação de governo surgiram, há mais de seis décadas.

Antes de Bush, o recorde de rejeição era de Harry Truman, cuja gestão era desaprovada por 67% dos americanos em janeiro de 1952, o seu último ano na Casa Branca.

No inicio deste mês, George W. Bush admitiu, em entrevista à emissora ABC, que não estava preparado para a guerra quando assumiu a Presidência, em 2000.